Crimes Ambientais – EUA X Brasil

No início de maio de 2015, três subsidiárias da Duke Energy Corporation, a maior prestadora de serviços do setor elétrico dos EUA, declarou-se culpada de 9 crimes ambientais.  Um acordo foi feito com o consentimento de diferentes divisões da Agência de Proteção Ambiental, com a Divisão de Meio Ambiente e Recursos Naturais do Ministério da Justiça, com a área de investigações criminais da Receita Federal, representantes de diferentes Promotorias de Justiça e do FBI.  Nos termos do acordo, as subsidiárias pagarão uma indenização de US$ 68 milhões – aproximadamente R$ 204 milhões – a título de multas pelos crimes ambientais, US$ 34 milhões – ou cerca de R$ 102 milhões –  em projetos de conservação de solos e de recursos hídricos.  Os principais crimes foram relacionados ao vazamento de cinzas de carvão contidas em reservatórios. Continuar lendo Crimes Ambientais – EUA X Brasil